Renan Filho critica, no Recife, 'samba de uma nota só' pela Previdência de Bolsonaro | Rota do Sertão

NOTÍCIAS

Renan Filho critica, no Recife, 'samba de uma nota só' pela Previdência de Bolsonaro

24/05/2019 12:08 O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), é um dos convidados presentes na agenda do presidente Jair Bolsonaro (PSL) esta sexta-feira no Recife. Renan Filho critica, no Recife,

O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), é um dos convidados presentes na agenda do presidente Jair Bolsonaro (PSL) esta sexta-feira no Recife. Antes da chegada da comitiva presidencial, ele falou com jornalistas e criticou a agenda imposta pelo Governo Federal até agora, com foco total na reforma da Previdência em detrimento de outras ações importantes.

"O que atende a expectativa dos governadores do Nordeste é uma agenda para novos investimentos, para a retomada do crescimento, uma agenda acessória à reforma da Previdência. O Brasil não pode parar", comentou Renan Filho. 

Segundo ele, os governadores concordam com a necessidade da reforma, só pedem que outras agendas sejam levadas em conta. "Nós somos a favor da reforma da Previdência, já assinamos uma carta, inclusive, dizendo isso. Nós não somos a favor é da retirada dos direitos dos mais pobres. Isso precisa ser levado sempre em consideração como ressalva. Mas o Brasil precisa fazer uma reforma da Previdência que eleve um pouco a idade mínima e que combata privilégios. Agora o que o país não pode é ter uma agenda única, um 'samba de uma nota só'. Precisa ter mais coisa pra retomar o protagonismo", avaliou.

"Ninguém trocará ajuda da reforma da Previdência se ela tirar o direito dos mais pobres. A gente não abre mão. Que ela não trate de maneira brutal trabalhador rural, aposentados, professoras em detrimento de professores e os governadores têm se posicionado em relação a isso", frisou Renan.

Sobre a agenda com os governadores no Nordeste, o governador disse desconhecer qual anúncio fará o presidente. "A gente ainda não sabe direito qual o anúncio, não sei se vocês já sabem, mas eu ainda não sei, vamos ver", disse, revelando quais são suas expectativas para a agenda. "Esperamos que o Governo Federal, sobretudo com a presença do presidente Bolsonaro, apresente qual a agenda esperada para o Nordeste em dois momentos. Primeiro, até a reforma da Previdência. E, depois, posteriormente à reforma, porque a gente precisa ter uma agenda própria para o que o Nordeste mantenha o que aconteceu no século XXI, que é a população crescer mais do que o restante do país", cobrou. 

Agenda para o Nordeste - Segundo o governador, ainda não houve nenhum anúncio de impacto para beneficiar a região. "Proposta que agradasse não saiu nem em reuniões com os governadores nem em outras. Na verdade está difícil agradar. O Brasil vive uma crise muito dura e precisa ter soluções para ela", afirmou. Ele disse que espera uma agenda da retomada do crescimento, da geração de emprego, da redução do inidvidamento do país. "Essas agendas são fundamentais para que o país volte a sentir que pode crescer", disse.

"Na verdade, não só investimentos. O que o Nordeste precisa é de uma agenda de retomada de crescimento do país e o que a região especificamente reinvindica é o direito de continuar crescendo mais do que o restante do país, como aconteceu ao longo do século XXI para reduzir as desigualdades. É isso que a gente pede. Investimento é importante, mas não é só isso. A gente precisa de outras alternativas pra retomar o crescimento, gerar emprego e o brasileiro sentir esperança. Nós tivemos eleições em outubro do ano passado e a marca principal do início do ano é que a esperança diminui. Nós precisamos ver a esperança voltar a crescer", pontuou.

Manifestações de domingo - Renan questionou os atos pró-Bolsonaro convocados por apoiadores para o próximo domingo (26). "Sinceramente não tô vendo. Eu não vi nenhuma convocação ainda. É estranho manifestação pró-governo, né? A gente não vê isso normalmente. Manifestação é pra reinvindicar. Saiu uma pesquisa recente do XP que diz que a há uma rejeição maior do que a aprovação e tem uma manifestação a favor do governo que é mais rejeitado do que aprovado. É no mínimo estranho. Então, vamos acompanhar".

Mesmo com as críticas, Renan Filho disse esperar que o governo reaja e possa tomar boas decisões. "Eu sou governador do estado e governadores tem que trabalhar e torcer pra que o governo acerte. Ele tem errado muito, mas temos que torcer pra que ele acerte porque quando o governo erra muito, todo mundo paga", ponderou.

 

Fonte: rotadosertao.com / Com informações de Juliano Muta / Folha de PE

Crédito Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Tags: Renan Filho, critica, Recife, Previdência , Bolsonaro
Comentários:
    Seja o primeiro a comentar...

Mais lidas

Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão Bahia 10/01/2013 14:44 Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão A confusão começou porque Linaldo supostamente matou o gato da...
PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Sergipe 10/05/2010 10:17 PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Polícia é acionada por juíza para conter invasão ao Fórum...
Contratado para dar experiência à zaga do Santa, Danny Morais quer ser líder no clube Esportes / Pernambuco 03/06/2018 11:16 Contratado para dar experiência à zaga do Santa, Danny Morais quer ser líder no clube Zagueiro destaca papel nos problemas fora das quatro linhas e...
Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Alagoas 27/03/2012 16:15 Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Cantor até hoje tem sua canções tocadas em emissoras de...
Novas eleições ocorrem neste domingo em 16 municípios Alagoas 04/08/2013 10:02 Novas eleições ocorrem neste domingo em 16 municípios Neste domingo (7), eleitores de 16 municípios de sete Estados...